Blog do Ninho

Acompanhe nosso blog de Marketing Digital com notícias sobre Marketing, novidades, ferramentas e tudo o que você precisa para traçar as melhores estratégias.

Home / Blog do Ninho / Como montar um planejamento de redes sociais perfeito para sua marca

Como montar um planejamento de redes sociais perfeito para sua marca

Publicado em: 28 de junho de 2022

Como montar um planejamento de redes sociais perfeito para sua marca

Um bom planejamento de redes sociais está entre os principais recursos do marketing digital e de conteúdo para o sucesso de uma marca. Isso porque essas plataformas alcançam milhões de pessoas todos os dias e são as que mais crescem em uso no mundo. 

Mas antes de iniciar a estruturação do plano, o primeiro passo deve ser descobrir quem é o seu público-alvo e a persona ideal para as redes sociais de seu negócio. Essas informações irão mostrar quais as plataformas mais usadas pelo nicho que você pretende alcançar, assim como todo o caráter interativo e social desses ambientes. Também é imprescindível entender o funcionamento dessas mídias, ou seja, como trabalham as métricas e algoritmos onde o planejamento de redes sociais será implantado.

Dito isso, podemos dividir o plano de redes sociais em cinco passos. São eles:

  1. Objetivos nas redes sociais 
  2. Tom de voz e linguagem
  3. Linhas editoriais e storytelling
  4. Horários para publicações e frequência de postagens
  5. Cronograma editorial e pautas

Objetivos no planejamento de redes sociais

Como as redes sociais são ambientes de alta flexibilidade e ritmo de inovações, é preciso definir um objetivo claro para a produção de conteúdo. O qual, inclusive, pode mudar periodicamente, conforme a estratégia adotada. Todavia, o recomendado é que ele permaneça o mesmo por pelo menos três meses, pois o algoritmo precisa de tempo e base de dados para distribuir e entregar conteúdos para seus usuários de forma mais certeira. 

Para ajudar a entender quais são os objetivos para a marca, pode-se responder às seguintes perguntas: 

  • Quanto a empresa espera vender no ano?
  • Quanto desta meta deve ter relação com as redes sociais?
  • As redes sociais devem ser encaradas como canais de venda?
  • Devem ser encaradas como canais de visibilidade?
  • Serão também um canal de atendimento ao consumidor? 

Com essas respostas em mente, é possível definir os objetivos para as redes. Os mais comuns são: reconhecimento de marca, tornar a marca autoridade em determinado assunto, aumentar e gerar novas oportunidades de vendas pela internet, aumentar os contatos com interessados em comprar, promover debates sobre determinado assunto ou ser vitrine de produtos e serviços. 

Profissional realizando o planejamento de redes sociais em um computador
O objetivo da marca guia o planejamento das redes sociais. (Foto: Pixabay)

É importante ressaltar que é necessário escolher um objetivo por vez para guiar o planejamento de redes sociais, já que cada um deles exige esforços diferentes. Além disso, ele deve estar atrelado aos propósitos da marca e ter uma meta numérica quantitativa – por exemplo, dez contatos com interessados por mês – para que seja possível saber se o objetivo foi ou não alcançado. 

Leia também: Aprenda criar uma persona para sua marca de forma simples e rápida

Tom de voz e linguagem

O tom de voz e linguagem que será usado na estratégia de planejamento de redes sociais é primordial para criar uma identidade para a marca. 

Linguagem

A maneira mais fácil de definir a linguagem é pensar como o perfil da rede social se expressaria caso fosse uma pessoa, ou seja: 

  • Ele falaria gírias ou formalmente? 
  • Escreveria com abreviações, emojis?
  • Se escrevesse com emojis, quais usaria?
  • Usaria mais letras maiúsculas, minúsculas ou uma mistura delas?

Também é preciso estabelecer se a marca irá falar em primeira ou terceira pessoa. 

Com a persona já especificada, fica mais fácil responder essas questões. Isso porque, através dela, a marca poderá determinar a linguagem ideal ao mesmo tempo em que também gera identificação com os usuários. 

Tom de voz

O tom de voz determina como o perfil deverá expressar adjetivos, de forma complementar à linguagem. Para encontrá-lo imagine novamente que o perfil da marca (pode ou não ser igual a persona) é uma pessoa. Nesse contexto, ela seria:

  • Extrovertida ou mais séria?
  • Extravagante?
  • Carinhosa?
  • Objetiva e pragmática?
  • Festiva?

Uma vez definidos o tom de voz e a linguagem, é importante que os conteúdos compartilhados sigam sempre o mesmo perfil na produção de redes sociais. Do contrário, a construção de imagem da marca poderia ser descaracterizada. 

Exemplo

Vamos imaginar que uma marca que revende esmaltes importados para manicures de todo o Brasil deseja estruturar seus perfis no Instagram e no Facebook. Qual tom de voz e linguagem ela pode adotar?

Primeiramente, ela deve identificar seu público-alvo, no caso são manicures do Paraná. Já sua persona é a Maria, 37 anos. 

Símbolo do Instagram, de curtir, de perfis e de conversas nas redes sociais
O tom de voz e a linguagem são as formas como a marca irá se expressar. (Foto: Pixabay)

Levando em conta as informações do perfil da persona e seus respectivos detalhes, o tom de voz pode ser extremamente próximo, íntimo, amigo, com uso de gírias e jargões do mundo da beleza. Por outro lado, não se deve exagerar e deixar a marca muito “brincalhona” para que ela não perca a seriedade. O ideal é permear entre o sério e o descolado.

Já a linguagem será feita em letras minúsculas, sem muitas gírias e abreviações com o uso de muitos emojis. 

Um post compartilhado poderia ser: “Quem sabe esmaltar não tem medo de cores, muito menos de novidades, né 💅 😝 Vem cá que eu te mostro uma tendência novinha em folha 😘”

Linhas editoriais no plano de redes

As linhas editoriais de conteúdo irão guiá-lo para eleger as temáticas que serão elaboradas e distribuídas, se elas irão mudar de uma rede social para outra e que tipo de temas pode-se explorar no segmento de atuação da marca. 

Para criar as linhas editoriais de sua marca, você deve responder às seguintes questões:

  • No que o perfil precisa ser autoridade?
  • O que a marca possui que pode ser explorado?
  • Quais são os cases que lhe conferem status positivo?
  • O que é interessante contar?
  • O que a persona quer ver?
  • O que a persona precisa ver?
  • Que tipo de conteúdo ajuda a persona a chegar onde ela quer?

Também é possível pesquisar nas próprias redes sociais e portais digitais do mesmo segmento, o que dá engajamento e visibilidade. 

A partir de todas essas respostas, você poderá listar as ideias que surgirem e transformá-las em pautas, baseadas nas necessidades, dores e desafios da persona. 

A escolha do editorial é muito importante porque os algoritmos das redes sociais precisam de padrões para identificar melhor do que se trata o perfil e assim distribuí-los para quem se destina. 

Leia também: O que são algoritmos? Saiba como usá-los a seu favor nas redes sociais

Exemplo

Pensando novamente na marca de esmaltes que citamos acima, temáticas relevantes para compor a linha editorial do produto em questão são:

  • Resenha de produtos
  • Tutoriais rápidos 
  • Orientações sobre como usar determinados produtos
  • Tutoriais longos
  • Indicação de vagas de emprego para manicures
  • Dicas sobre cursos técnicos para manicures
  • Compartilhamento de conteúdos de parceiros, ídolos ou fãs
  • Dicas rápidas de “como fazer”

Perceba que a partir dessas linhas editoriais é possível elaborar diversos conteúdos de nichos e até parcerias de divulgação. 

Tela com análise de resultados do planejamento de redes sociais
O resultado da estratégia deve ser avaliado com dados. (Foto: Pixabay)

Storytelling

A prática de storytelling, que nada mais é do que contar histórias usando técnicas de roteiristas e escritores para tornar a mensagem impactante – é muito usada na elaboração das linhas editoriais. 

Ela é uma ferramenta muito importante porque as pessoas se conectam com as mensagens cativantes, com as quais se identificam e mexem com as suas emoções. Quando bem usado nas redes sociais, o recurso é capaz de encantar e engajar a audiência porque destaca o perfil e o humaniza em meio a tantos outros concorrentes. 

Horários para publicações e frequência de postagens

O próximo passo é planejar a frequência das publicações. Ela garante que os usuários não passem pela má experiência de visualizar um determinado perfil repetidamente, várias vezes ao dia.

Para você estipular a frequência ideal para sua marca é necessário entender os hábitos de sua persona, ou seja, se ela costuma interagir na rede social determinada todos os dias ou em dias alternados e em quais horários.

Sendo assim, você deve: 

  • Apurar os dias e horários que a persona está mais ativa na rede social
  • Confirmar a quantidade de conteúdos que os responsáveis poderão produzir semanalmente
  • Distribuir as linhas editoriais de acordo com o que julgar mais interessante para a persona

É importante ressaltar que não é necessário postar todos os dias, a não ser que haja conteúdo suficiente sem ser repetitivo. Além disso, como o algoritmo das redes sociais valorizam cada vez mais a interação, caso o perfil tenha pouco engajamento, o ideal é reduzir o número de postagem e concentrar esforços para produzir conteúdos mais relevantes. 

Cronograma de frequência de postagens do planejamento digital no calendário de uma agenda.
A frequência das postagens faz parte do planejamento de redes sociais. (Foto: Pixabay)

Contudo, após definir a frequência, é indispensável seguir o planejamento e analisar os resultados. Recomenda-se que a frequência seja mantida por um período mínimo de pelo menos 30 dias, para que os algoritmos tenham tempo para iniciarem a distribuição de conteúdo mais corretamente.

Exemplo

Veja como ficaria o planejamento no caso da marca fictícia de esmaltes: 

  • segundas, 7h30, storytelling 
  • terças, 19h, resenha de produtos
  • quartas, 18h, compartilhamento de conteúdo de parceiro
  • quintas, 10h, tutoriais rápidos
  • sextas, 22h, dicas rápidas “como fazer”

Overposting

Outro cuidado que deve ser tomado é evitar o chamado overposting, ou seja, o excesso de postagens compartilhadas. Isso porque os usuários costumam deixar de seguir ou interagir com perfis que postam demais, pois podem se sentir incomodados ou perdem o interesse por ele se tornar demasiadamente habitual. 

Pautas no planejamento de redes sociais

Esse é o momento em que você deve estabelecer as pautas – conteúdos que podem ser trabalhados dentro de uma linha editorial – que irão guiar a sua produção de conteúdo

Para definir as pautas principais de sua marca e quais temas dentro delas são mais relevantes, você deve recorrer às pesquisas de persona, a fim de entender o que é mais importante para ela. 

Exemplo

No caso da marca que revende esmaltes importados para manicures de todo o Brasil e que tem como persona a Maria, de 37 anos, vamos imaginar que a linha editorial escolhida foi “dicas rápidas de como fazer” e a frequência para trabalhá-la é nas sextas, às 22h. Algumas das pautas possíveis são: 

  • Como fazer unha em gel
  • Como fazer unha francesinha
  • Como fazer unhas postiças
  • Como fazer unha de fibra
  • Como fazer unhas amendoadas

Google

Um processo muito usado no marketing digital é utilizar mecanismos de busca para encontrar pautas relevantes e comprovar a prioridade delas. Para fazer isso basta pensar nas necessidades da persona e iniciar uma pesquisa no Google

Os resultados irão mostrar os interesses das pessoas e os recursos de indicação de pesquisa são boas sugestões de pautas. Uma vez que a plataforma mostra, por ordem de prioridade, os assuntos mais procurados.  

Exemplo

No caso da marca de esmaltes, vamos usar a necessidade da persona ‘Como fazer unha francesinha’ para iniciar a pesquisa. Os resultados fornecidos vão mostrar os interesses das pessoas e as indicações de outros assuntos de relevância. Veja: 

Tela do google com aba de pesquisa aberta.
Faixa de pesquisa do Google aberta. (Imagem da autora) 

Cronograma editorial

Por fim, o último passo no planejamento de redes sociais é montar um cronograma editorial, também chamado de calendário editorial. Nele você irá estruturar o que e quando será publicado

É indicado que você utilize ferramentas de gestão e marketing, planilhas básicas ou até mesmo agendas de visão mensal para organizar todas essas informações. 

A importância do uso de um cronograma é porque com ele você vai:

  • Organizar a estratégia
  • Ter a visão do que será feito e quando
  • Possuir maior controle sobre o que está sendo compartilhado
  • Ter um entendimento melhor da estratégia
  • Ter a visão necessária de periodicidade e frequência de posts, evitando saturação de conteúdo e overposting

O planejamento de redes sociais perfeito

Não é difícil montar um planejamento de redes sociais perfeito, mas elaborar as estratégias exige trabalho e pesquisa. É importante que uma vez colocadas em prática, você siga os períodos mínimos apontados a fim de poder analisar os resultados. 

Nesse sentido, lembre-se que caso o seu objetivo não esteja sendo alcançado, o plano deve mudar e se adequar. Ou seja, a análise de resultados é tão importante quanto o planejamento. 

Além disso, absorver tendências, assuntos em voga, conversas nas mídias e interações com o público também precisam ser consideradas para as melhorias.

Esperamos que o conteúdo tenha te ajudado. Caso ainda tenha dúvidas, entre em contato com o Ninho Digital. Para isso, basta preencher os campos abaixo.

    Autores

    • Larissa Ilaídes é jornalista com experiência de mais de 12 anos em Search Traffic, SEO e Digital Business. Especialista em comunicação digital, professora e empresária, já coordenou operações de conteúdo e estratégias de growth marketing para diversas marcas como Grupo RIC, RIC Mais, Sport America, Aurora Boreal com Marco Brotto, entre outros.

    Compartilhe esse conteúdo:
    Facebook Twitter Whatsapp Linkedin
    Deixe seu comentário

    Materiais para você relacionados

    Ninho Digital celebra 7 anos de agência!
    // Ninho News 22 de novembro de 2022

    Ninho Digital celebra 7 anos de agência!

    No dia 27/10/2022 o Ninho digital completou 7 anos atendendo projetos digitais e durante esta longa jornada passamos por grandes desafios e conquistas. Para relembrar nossa história conversamos com os sócios Dandy, Larissa e (...)

    Ler mais
    Feche mais clientes todos os dias com nossa estratégia de Funil de Vendas.

    Faça seu cadastro para descobrir como fazer isso na sua empresa.

    ×

    Tem dúvidas? Entre em contato:

    × Olá!