Blog do Ninho

Acompanhe nosso blog de Marketing Digital com notícias sobre Marketing, novidades, ferramentas e tudo o que você precisa para traçar as melhores estratégias.

Home / Blog do Ninho / O que é persona e como aplicar no marketing de conteúdo

O que é persona e como aplicar no marketing de conteúdo

Publicado em: 14 de maio de 2022

O que é persona e como aplicar no marketing de conteúdo

O que é persona? Não é nada mais do que um personagem fictício que representa o cliente ideal de uma empresa. A elaboração dessa figura é feita no marketing digital com o objetivo de criar uma conexão real entre a marca e o consumidor. 

A persona deve ser baseada em dados e características de clientes reais ou então de pessoas reais que deverão tornar-se clientes. 

Ela retrata as particularidades, modo de pensar e agir, anseios, dores, desafios e vitórias de uma pessoa real. Complexidades do ser humano que não se resumem ao local de moradia, faixa de renda ou idade, que são levantados pelo público-alvo. 

É importante destacar que a construção da persona, também chamada de buyer personas, deve ocorrer após o público-alvo ser estabelecido. 

Público-Alvo e a Persona

Pode-se pensar na persona como um afunilamento do público-alvo, ou seja, uma metodologia de segmentação de mercado.

Foi com a aceleração digital que os profissionais perceberam que apenas a descoberta do público-alvo é insuficiente. Isso porque, por exemplo, dentro do mesmo grupo de mulheres, na mesma faixa etária e que moram na mesma cidade, podem haver mulheres com hábitos, preferências e estilos de vida totalmente diferentes. 

O público-alvo representa a parcela da sociedade que o produto ou serviço pode atender. Enquanto a persona é quem faz parte dessa parcela social e como a empresa pode ajudá-la. É ir do macro para o micro. Veja a diferença:

  • Público-alvo tem definição ampla, não fala sobre hábitos, é a parcela de pessoas que pode querer o produto ou serviço.
  • Persona tem definição específica, detalha hábitos, descreve uma pessoa real para ser o consumidor. 

Sendo assim, se a marca planejar conteúdos e estratégias em redes sociais pensando apenas no macro, ela corre o risco de não ser compreendida e não obter os resultados desejados. Por outro lado, tendo em mente quem é a persona de sua ação, é possível distribuir conteúdos nas redes sociais de maneira mais assertiva. 

Leia também: Saiba como criar uma persona para o seu negócio

Persona no Marketing de conteúdo

Entre os aspectos levantados, a persona deve retratar também os hábitos digitais, bem como quais redes sociais ela costuma usar para conhecer marcas, interagir com amigos ou se conectar com a família, por exemplo. 

É preciso entender como a persona se comporta nas redes sociais. (Foto: Pixabay)

Depois que a persona foi estabelecida, inicia-se o processo de mapeamento para geração de conteúdo nas redes sociais. Entre seus principais usos estão:

  • Definir as redes sociais em que se vai atuar por ordem de prioridade (mais usadas primeiro)
  • Escolher horários chave para publicação de conteúdos
  • Estabelecer dias de semana para publicação de conteúdos
  • Definir melhores formatos de conteúdo que irão engajar o público
  • Escolher as pautas, isto é, os temas que serão trabalhados
  • Determinar a linguagem da marca nas redes sociais 
  • Listar ideias de ações nas redes sociais que possam engajar a audiência
  • Escolher o canal de comunicação mais assertivo para enviar mensagens aos usuários (e-mail, Whatsaap e mais)
  • Traçar os objetivos e metas 

Preencha o formulário abaixo e o Ninho Digital irá entrar em contato para construir o melhor plano de marketing digital para a sua marca. 

    Elaboração de conteúdo

    Além de ser imprescindível considerar o caráter interativo das mídias sociais, é fundamental lembrar que a persona faz parte da audiência que se vai gerar. Portanto, o marketing de conteúdo para as redes sociais e mídias digitais precisa ser:

    1. Autêntico: elaborar e ou reproduzir conteúdos de maneira autêntica e com linguagem própria.
    2. Relevante: considerar o impacto que o conteúdo vai gerar na persona
    3. Conectivo e emocional: estabelecer uma conexão emocional real com a audiência. As pessoas seguem perfis empresariais ou individuais para se conectar socialmente.
    4. Pouco promocional: lembrar que as pessoas estão nas redes para se envolverem, descobrir coisas novas, rirem e se emocionarem. Ou seja, não cansar o usuário com muitos conteúdos de caráter apenas comercial. 
    5. Acessível: as pessoas preferem informações fáceis de entender. Inclusive, uma tendência da comunicação é que elas confiam mais nesse tipo de conteúdo. 
    6. Didático e Educativo: compartilhar informação de qualidade. Mostrar pesquisas do setor, ensinar coisas novas e facilitar o caminho para descobertas. Tudo isso irá fazer com que a persona confie, lembre e admire o perfil. 
    7. Frequente: distribuir os conteúdos de maneira periódica. Sem deixar espaçamentos de tempo indeterminados entre uma publicação e outra.
    8. Coerente: o perfil precisa ser coerente e gerar confiança, ou seja, manter sempre uma linha de raciocínio que expresse os valores da empresa de maneira clara e consistente.

    Leia também: Presença digital nas redes sociais, entenda como planejar a estratégia

    Resultados

    Não poupe esforços na hora de planejar o conteúdo que será veiculado pelas redes sociais. Tenha sempre em mente que conteúdos de qualidade irão gerar resultados de qualidade, ou seja, uma estratégia bem aplicada irá promover crescimento em todas as métricas. Como:

    • Acréscimo de Impressões
    • Aumento de curtidas 
    • Elevação do número de comentários
    • Crescimento de compartilhamentos, salvamentos e envios
    • Mais seguidores 

    Por fim, lembre-se de que além das métricas, um bom marketing de conteúdo nas redes sociais auxilia na criação da autoridade da marca e gera mais confiança para seus potenciais clientes.

    Autores

    • Larissa Ilaídes é jornalista com experiência de mais de 12 anos em Search Traffic, SEO e Digital Business. Especialista em comunicação digital, professora e empresária, já coordenou operações de conteúdo e estratégias de growth marketing para diversas marcas como Grupo RIC, RIC Mais, Sport America, Aurora Boreal com Marco Brotto, entre outros.

    Compartilhe esse conteúdo:
    Facebook Twitter Whatsapp Linkedin
    Deixe seu comentário

    Materiais para você relacionados

    ×

    Tem dúvidas? Entre em contato:

    × Olá!