Tendências do design: aplicando o design em marcas de arquitetura

Já sabemos que o Design teve sua evolução na Revolução Industrial, porém, também é legal saber que existiram diversos movimentos que moldaram e continuam fazendo parte das tendências do Design. Um desses movimentos é o Movimento Bauhaus, que tem como principais características as formas quadradas com foco na funcionalidade e nas cores vermelho, azul e amarelo. 

Além do Design, esse movimento foi muito impactante para a área de arquitetura – afinal, a funcionalidade atrelada à imagem também é muito valorizada nessa profissão.

Dito isso, acredito que é possível entender que a arquitetura também merece ser analisada nessa série de tendências do design. E aí, vamos lá? 😁

Tendências do Design na Arquitetura

Sem dúvidas, a arquitetura é uma das áreas mais cuidadosas e detalhistas quando o assunto é estética. Vemos ao nosso redor, diariamente, construções que fazem nossos queixos caírem com tanta grandeza. Mas, além de apresentar um portfólio muito rico em projetos esplêndidos, para que tenha reconhecimento o ideal é que o arquiteto – ou a empresa de arquitetura – tome o cuidado que tem com seus projetos com a sua imagem para os clientes ou prospetcs.

Um exemplo básico é a maneira com que o portfólio será mostrado para o público. Veja as duas imagens abaixo:

Exemplo de portfólio online 1

Exemplo de portfólio online 2

Quando alguém vai em busca de um serviço de arquitetura, com certeza relacionará a imagem nos meios digitais e offline com o que a empresa oferece de fato. Se seu portfólio não tem um cuidado estético – como podemos ver no primeiro exemplo -, é bem provável que a visão que o público terá da empresa será negativa, afinal, a impressão que temos é que de todas as imagens estão muito apertadas, sem respiro, além de estarem muito pequenas.

A situação para a empresa do exemplo 1 pioraria se o público comparasse seu portfólio com o portfólio do exemplo 2: imagens maiores, com mais espaçamento e fontes mais agradáveis fizeram toda a diferença.

Percebam! O fundo e as cores são praticamente os mesmos nos dois exemplos, o que mudou foi a disposição de imagens e alguns elementos.

Quais cores melhor representam a área da arquitetura?

É importante levar em consideração que quando alguém procura um serviço arquitetônico, essa pessoa está querendo concretizar algo: uma casa, uma empresa, um empreendimento – resumindo: um sonho. Porém, um sonho mais sólido, seguro e concreto. Com isso, podemos relacionar algumas cores com essas características nas tendências do design na área de arquitetura:

Todas as cores acima são capazes de retratar as características mencionadas anteriormente. Mas, também tenho um plus para mencionar.

Dependendo do público a ser atingido, o preto também é uma cor muito boa para se trabalhar, pois remete à sofisticação, elegância e sobriedade. Tudo a ver com arquitetura, né? 😁

Dá uma olhada em algumas logos de empresas de arquitetura:

Mas já sabemos que não é só de cores que sobrevivem as marcas.

Como seriam as imagens ideais para a área de arquitetura?

Como visto anteriormente, a arquitetura oferece um serviço grandioso, e isso precisa ser mostrado também nas imagens do negócio, seja no site, seja num flyer ou qualquer outro material de apresentação do serviço. Mas, para ter uma foto grandiosa da construção, é importante focar em algumas características.

Ângulo da fotografia

Quem tira muita selfie sabe: ângulo é tudo! E isso não é diferente para imagens de produtos – sim, até mesmo de prédios enormes ou barracões. Confira dois exemplos que separei:

Exemplo de ângulo 1

Exemplo de ângulo 2

O primeiro exemplo não nos dá noção de tamanho nem de onde está localizado (cidade, campo, etc), ao contrário do exemplo 2, que permite com que toda a rua seja vista, além de todos os andares do prédio.

Leve em conta o período do dia em que a foto foi tirada

O ideal para uma empresa de arquitetura é utilizar imagens feitas de dia, porque assim é possível captar todos os detalhes da construção. Caso imagens noturnas forem utilizadas, deve-se ter certeza de que é possível visualizar o edifício ou casa sem esforços por parte do público. Dá uma olhada de bons exemplos de imagens:

Não se esqueça da tipografia

Tendo em mente que a arquitetura é uma profissão com um serviço bastante visual, é importante não ofuscar as imagens dos projetos com fontes muito grandes ou escandalosas.

Neste banner de site, a fonte é secundária em relação à foto da casa, que precisa ser destacada.

No exemplo acima, apesar de não haver nenhuma fonte sobreposta à imagem, as fontes ao lado causam muito desconforto, dando a sensação de invadir o espaço do banner, além de que – por estarem todas em Caps Lock e amontoadas – parecem muito agressivas para um escritório de arquitetura.

A minha dica para fontes na arquitetura são: fontes sem serifa, com diversos pesos (bold, regular, light, etc) – afinal, por serem adaptáveis, elas nunca estão fora das tendências do design. Confira alguns exemplos:

Reitero que essas dicas são baseadas nas minhas vivências e experiências como designer. Cada marca deve ser única e refletir o propósito de sua existência.

E ai, as dicas de tendências do design na arquitetura foram úteis? Quer saber mais sobre esse e outros assuntos relacionados ao Marketing Digital? Siga a nossa página no Facebook e fique por dentro de tudo!☺

Comentários(0)

Deixe um comentário