Blog do Ninho

Acompanhe nosso blog de Marketing Digital com notícias sobre Marketing, novidades, ferramentas e tudo o que você precisa para traçar as melhores estratégias.

Home / Blog do Ninho / Como criar um funil de vendas: passo a passo

Como criar um funil de vendas: passo a passo

Como criar um funil de vendas: passo a passo
Conecte-se no Linkedin: Linkedin

Um funil de vendas é utilizado no Inbound Marketing para criar uma trajetória de compra do cliente, do momento em que ele é apresentado para uma marca até a etapa em que ele conclui o negócio e torna-se um promotor de um produto ou serviço. Essa é uma estratégia muito eficiente do Marketing Digital e que pode ser utilizada por empresas de todos os setores, com um benefício a mais: diminui os custos com divulgação e traz resultados sólidos.

Recentemente, nós, aqui do Ninho Digital, fizemos um material bem bacana explicando o que é o funil de vendas e quais as suas vantagens. Mas agora é hora de partir para a ação e entender, de uma vez por todas, como criar um funil de vendas para o seu negócio. 

Ficou interessado no assunto e quer saber como aplicar a estratégia à sua marca? Continue a leitura e veja o passo a passo do que você precisa fazer para alcançar os resultados do Inbound Marketing!

1º passo: estabeleça qual é o topo do funil

A primeira etapa do funil (veja abaixo o esqueminha que a gente criou por aqui) é o primeiro contato do cliente com a sua marca. Isso independe do meio utilizado para chegar até você. Por telefone, via site ou por meio da sua página no Facebook, é fundamental que você encontre formas de proporcionar ao cliente uma boa experiência. O “primeiro encontro” deve, pelo menos, causar boas sensações. 

Determine, então, como o cliente entrará no seu funil e por que ele fará isso. Você deverá estimular os possíveis clientes a entrarem no “carrossel” da sua empresa, fazendo com que se cadastrem, entrem em contato ou qualquer que seja a ação da sua estratégia. É necessário, também, que suas estratégias aumentem o interesse do cliente na sua empresa e naquilo que você tem a dizer. 

Estabelecer o topo ajuda você a mapear corretamente as etapas da jornada de compra percorrida pela persona, imprescindível para sua estratégia.

2º passo: determine os marcos das etapas

Agora é hora de você definir em que momento seus clientes avançam para a etapa seguinte de compra. Nessa hora, as áreas de marketing e de vendas precisam estar em sintonia para entender o comportamento do público-alvo, quais os melhores conteúdos para cada etapa do funil e qual ação sua estratégia deve escolher para cada momento. 

Pense da seguinte forma: como um cliente poderá avançar de fase sem que o Marketing o tenha preparado para isso? É um desafio e um grande problema para que o setor de vendas feche negócio, não é? 

Tudo isso deve ser estudado e avaliado de acordo com as estratégias traçadas e com o comportamento dos seus clientes, o que é bastante facilitado com a etapa acima.

3º passo: defina as etapas do seu funil de vendas

Agora que você sabe os pontos de conversão do seu cliente dentro do funil de vendas, é hora de você montar o seu e definir as suas etapas. Separe as fases da jornada em estágios de conhecimento e de “intimidade” do seu cliente com a sua marca. Isso é feito por meio de análise de comportamento do consumidor e, quando alinhado ao time de vendas, o resultado é ainda mais eficaz. 

Avalie como é feita a busca por seu site, o primeiro contato, a reação aos conteúdos de topo de funil e quais as respostas que sua empresa recebe. Perceba que, quando um interessado assina sua newsletter ou entra em contato com você, por exemplo, ele passa a ser um lead e vai para a próxima etapa do seu funil. 

Lembre-se de que o fundo do funil é onde ficam as vendas, uma vez que é a última etapa da jornada de compras, ou seja, a hora da decisão e da conversão “oficial” em cliente. 

4º passo: coloque seu funil de vendas em prática

Nesse último passo você deve colocar em prática tudo o que foi feito nas etapas anteriores. Comece a traçar as estratégias para cada etapa do funil, levando em conta os marcos de transição e pensando nas melhores ações para que seu cliente continue rodando no seu “carrossel de vendas”.

Simultaneamente, avalie os indicadores de performance e as taxas de conversão em cada etapa do seu funil de vendas. Assim você consegue ver as atividades que estão sendo eficazes e perceber o que deve ser alterado na sua estratégia de Inbound Marketing.

Não deixe para avaliar os resultados somente ao final da estratégia. É importante, claro, ter um tempo para que as ações deem resultados ou não, mas avaliar constantemente as métricas é essencial para solucionar problemas que surgem no decorrer do caminho.

Saber como criar um funil de vendas pode melhorar muito a eficiência da sua estratégia de Marketing Digital, por isso, não deixe de capacitar sua equipe e de contar com a ajuda de uma agência de Marketing Digital especializada no assunto. Fale com a gente e veja como podemos ajudar você nas suas estratégias de venda!

Pronto para voar conosco?

Preencha o formulário abaixo e entraremos em contato para falar sobre o seu negócio:


Compartilhe esse conteúdo:
Facebook Twitter Whatsapp Linkedin
Sobre o(a) autor(a)
Camila
Linkedin
Camila Ribas

Sou Jornalista e especialista em Produção de Conteúdo e SEO. Atuei com empresas do Brasil inteiro, ajudando-as a conquistarem clientes e aumentarem as vendas por meio de leitura relevante e estratégias assertivas de conteúdo. Sou uma apaixonada por Marketing Digital, música, cinema, plantas, pets e Carmela.

Deixe seu comentário

Materiais para você relacionados